Ilha de Paquetá

Uma beleza escondida

Pela cidade do Rio de Janeiro, há várias linhas. A Ilha de Paquetá fica na Baía de Guanabara, próxima à Ilha do Governador.

A palavra “paquetá” tem origem na língua e tupi e significa “muitas pacas”, um roedor de médio porte.

 

A ilha e o arquipélago

A Ilha de Paquetá é a principal ilha de um pequeno arquipélago, que leva o mesmo nome, formado por outras 15 ilhas: Braço Forte, Casa da Pedra, Comprida, dos Ferros, das Folhas, Manguinho, Pancaraíba, Pita, Itapacis, as ilhas de Jurubaíba, Brocoió, Redonda e Sol (ou Itapuama). Apenas as trêsilha de paquetá últimas tem algum tipo de edificação.

Na Ilha de Brocoío fica uma das residências alternativas do governador do estado. A Ilha do Sol foi usada por muitos anos como refúgios para os naturistas. A praia do Abricó, em Grumari, na zona oeste da cidade, também é usada como área de nudismo nos finais de semana.

A Baía da Guanabara tem, ao todo, 23 ilhas de vários tamanhos diferentes.

 

A Ilha de Paquetá

Ela era habitada pelos índios tamoios que se aliaram aos franceses contra os portugueses. Várias batalhas aconteceram na Baía de Guanabara durante o século XVI. Uma delas deu origem à cidade de Niterói e outra está ligada à Ilha do Governador.

Até a chegada da família real em 1808, a Ilha de Paquetá pertencia ao município de Magé. Alguns anos depois, ela foi anexada ao “município da corte” e passou a ser considerada como um bairro da cidade do Rio de Janeiro.

Dom Pedro I adorava visitar a Ilha de Paquetá e a chamava de Ilha dos Amores. Durante muitos anos ela foi considerada um destino turístico romântico.

Hoje, toda a ilha é uma área de preservação do ambiente cultural.

 

O que fazer em Paquetá

Parque dos Tamoios

Fica no litoral norte da ilha, na Praia dos Tamoios. É uma bela área verde ajardinada com pérgolas. O parque foi criado na primeira metade do século XX para homenagear os primeiros moradores da lha.

Passeio de Charrete

É o mais tradicional passeio da ilha e a melhor forma de conhecê-la.

Árvore Maria Gorda

É um baboá centenário de origem africana com 7 m de circunferência. Fica na Praia dos Tamoios.

Praça de São Roque

É o endereço da capela de São Roque, o padroeiro da ilha. Ela foi inaugurada em 1698. Na praça também fica o Poço de São Roque. Há uma lenda que diz que se você beber da água do poço pensando na pessoa que você ama, então esta pessoa também irá te amar.

Pedra da Moreninha

O romance de Joaquim Manuel de Macedo, A Moreninha, do século XIX foi um dos responsáveis pela popularização da ilha. O mirante é citado no livro e por isso foi nomeado assim. Fica no final da Praia da Moreninha e pode ser acessado por uma escada de madeira.

 

Como chegar à Ilha de Paquetá

A única forma é usando o serviço das barcas. Elas partem da Praça XV no centro da cidade. A viagem dura cerca de 70 minutos. Nos finais de semana a saída acontece a cada 1h30min. O primeiro horário (sentido Paquetá) é às 7h. O último horário (sentido Rio) é às 23h. A tarifa é de R$5.

A estação de metro mais próxima à Praça XV é a Carioca. Há uma estação da Bike Rio próxima à área de embarque e desembarque das barcas.

Ilhas Cagarras

Beleza quase não vista

Talvez você não saiba, mas a cidade do Rio tem outras ilhas além de Paquetá e a do Governador, que ficam na Baía da Guanabara. As Ilhas Cagarras ficam apenas a 5 km ao sul da Praia de Ipanema, na zona sul da cidade. Do Forte de Copacabana e do Mirante do Leblon, você tem uma vista privilegiada delas.

 

Conheça as Ilhas Cagarras

Na verdade, é um pequeno arquipélago formado por sete ilhas e rochedos: Ilha Cagarra, Ilha das Palmas, Laje da Cagarra, Filhote da Cagarra, Matias, Praça Onze e Ilha Comprida. O conjunto das ilhas forma uma área de preservação ambiental, o Monumento Natural do Arquipélago das Ilhas Cagarras.

Acredita-se que o nome do arquipélago seja uma homenagem a ave cagarra, que é encontrada na Ilha da Madeira em Portugal. É isso ou tudoilhas cagarras começou com uma piada com o fato de ilhas serem “cagadas” de branco pelas aves. Parece que, em 1730, uma carta náutica francesa chamava a ilha maior de “Ilha Cagade”.

A tal ave portuguesa não existe aqui, mas há outras. Gaviões, fragatas, gaivotas, garças, corujas e muito mais. Além destes belos pássaros, a fauna local também inclui lagartos, ratos selvagens e uma grande variedade de vida marinha. Até golfinhos e tartarugas já foram vistos por lá.

 

Um passeio até as Ilhas Cagarras

Se você deseja visitar este lugar incrível e pouco conhecido, saiba que existem empresas autorizadas para promover os passeios. O trajeto é, normalmente, percorrido de lancha ou de saveiro.

Macuco Rio – Island Adventure.
Tem passeios diários das 10h às 14h, mas é preciso reserva. Tel: (21) 2205 0390.

Veleiro Gandaira.
Passeios devem ser agendados com antecedência. Tel: (21) 98801 8402.

Marlin Yacht Charter
Passeios das 10h às 14h30min. É preciso agendar. Tel: (21) 2225 7434

O embarque é sempre feito na Marina da Glória e o roteiro é definido de forma específica para cada grupo. O tempo e as condições do mar podem afetar o passeio. Se você deseja mergulhar por lá, precisa contratar o serviço de uma escolha de mergulho. Há várias na cidade que oferecem esta experiência.

 

Diversão em meio à natureza

Esses passeios que incluem as Ilhas Cagarras nos roteiros são muito legais. Com certeza um programa bem diferente para conhecer o mar do Rio de Janeiro e ver as praias de um ângulo diferente. Sem contar que o visual que se tem da costa é incrível: todo o Maciço da Tiljuca, desde o Morro do Corcovado até a Pedra da Gávea, e a Serra dos Órgãos ao fundo.

Lá nas Ilhas Cagarras, você pode nadar junto com os peixes coloridos, passear em meio à vegetação natural, que inclui lindas bromélias. Além das trilhas, também dá pra fazer escalada no paredão da Ilha Cagarra, quem tem 79 metros de altitude no ponto mais alto.

O Arquipélago das Ilhas Cagarras é uma área de proteção ambiental e deve ser cuidado por todos que visitam. Contribua com a preservação do lugar, não deixe nada pra trás quando for lá, recolha todo o seu lixo.

Ilha da Madeira

Um paraíso

A Ilha da Madeira fica na cidade de Itaguaí, na Costa Verde do estado. São apenas 70 km de distância do centro capital, pra quem sai da zona oeste da cidade, a distância pode ser reduzida até a metade. Se você procura por um destino próximo pra fazer algo diferente no feriado, a Ilha da Madeira é uma boa opção.

 

Como chegar à Ilha da Madeira

Saia bem cedo para aproveitar bem o dia. Você tem três opções: de carro, de trem e de ônibus. Apesar de ainda ser chamada de ilha, ela tem uma ligação com o continente que foi aterrada para permitir o acesso de carros e caminhões.

Siga pela Avenida Brasil até o final e pegue a Rodovia Governador Mário Covas. Itaguaí é a primeira cidade da Costa Verde e você vai chegar lá logo, ilha da madeira rjmas continue na estrada. Siga em direção ao Porto de Itaguaí, que fica na face sul da Ilha da Madeira. Não tem como se perder.

Você também pode ir de trem até Campo Grande e lá pegar a linha 738P- Campo Grande x Ilha da Madeira. Só que este ônibus não passa toda hora. Também dá pra ir de trem até Santa Cruz e pegar o ônibus pra Itaguaí.

Saindo da Central do Brasil tem o 112B indo para Itaguaí e saindo do Castelo tem o 116B, também indo para Itaguaí. Chegando a Itaguaí, pegue um ônibus municipal para Ilha da Madeira.

 

O que fazer na Ilha da Madeira

Nada. Mas em um bom sentido. Vá para a praia e relaxe. Deite na areia para pegar um bronzeado, jogue bola com os amigos, dê um mergulho. Aprecie a paisagem, o lugar é muito bonito. Os barquinhos coloridos navegando com as montanhas da Serra do Mar ao fundo.

A praia da Ilha da Madeira é linda. Como ela é virada para o continente, o mar ali é bem calmo e esverdeado, perfeito pra quem tem criança pequena. A areia é clara e tem coqueiros oferecendo uma sombra agradável.

Você também pode fazer nada num barco enquanto passeia pela Baía de Sepetiba e curte o visual. Próximo à Igreja Batista tem vários barcos atracados. Você pode começar seu passeio ali. Dá pra conhecer a Ilha de Itacuruça, que fica bem pertinho.

Quando você cansar de fazer nada e ficar com fome, aproveite os bares e restaurantes que ficam na própria ilha. Eles não são sofisticados, mas o serviço é bom e a comida é gostosa. A especialidade ali é frutos do mar, já que tem uma colônia de pescadores por ali.

Resumindo, a Ilha da Madeira é um ótimo lugar para descansar, relaxar e esquecer o estresse do dia a dia e a correria da cidade grande. Se você precisar de mais um dia pra descansar, tem algumas pousadas na ilha. Mas é bom reservar com antecedência

A praia costuma ficar cheia no verão, então se está querendo experimentar este visual bucólico na paz e no sossego, é melhor ir em uma outra época do ano.

Réveillon em Ilha Grande

Tranquilidade e beleza

Ilha Grande é incrível o ano todo, disso ninguém duvida. Mas quando chega o mês de dezembro, a ilha ganha um clima todo especial. Começa no Natal e só termina no ano seguinte.

 

Muita festa em Ilha Grande

São três semanas embaladas no agito de vários shows de música. Você pode ir com os amigos, com a família ou alguém especial para algo romântico. Aproveite o melhor que Ilha Grande tem para oferecer com estilo.

 

Réveillon em Ilha Grande

Tudo acontece na Vila do Abraão, no lado este da ilha. Milhares de pessoas tomam a faixa de areia que se estende por, aproximadamente, 1,5 km. Oreveillon em ilha grande auge da noite é a queima de fogos. As cores alegres dançam pelo céu de Ilha Grande por mais de 15 minutos.

Pra quem gosta de muita animação, o melhor lugar é ali próximo à praça principal de Vila do Abraão. Ali é montado um palco para os shows de música que vão até às 2h da manhã.

Se você algo ainda mais especial, pode apreciar a linda queima de fogos de alto mar. Há vários passeios de barcos com festas a bordo para uma virada de ano espetacular. As embarcações saem do píer da vila.

 

A Vila do Abraão

Esta é a principal vila de Ilha Grande e tem a melhor infraestrutura. É chamada de “capital da ilha”.

Começou a ser povoada ainda no período colonial e serviu de hospedagem para imigrantes que chegam ao Brasil durante o século XIX ali se fazia uma triagem sanitária dos passageiros. Mais tarde, o lugar foi transformado em presídio. A partir de 1950, quando o presídio foi demolido, a Vila do Abrão começou a se destacar com o turismo.

Na Vila do Abraão fica a maioria das pousadas de Ilha Grande, então não há dificuldades com hospedagem por ali. Mas não há agências bancárias na vila, então se programe bem para não ficar sem dinheiro.

 

Como chegar à Vila do Abraão

Para chegar à Vila do Abrão, você pode pegar uma embarcação em Angra dos Reis. em Conceição de Jacareí ou no centro de Mangaratiba. Há os serviços de speed boats, saveiros, escunas e fast boats que você pode usar além do serviço da CCR Barcas. Lembre-se que seu carro ficará no continente.

Saindo de Conceição de Jacareí, a viagem de fast boat custa em torno de R$30,00 e leva 15 min. O primeiro barco partindo para Ilha Grande sai às 9h30min e tem um novo embarque a cada hora.

Os saveiros custam R$20,00, podendo chegar a R$25,00 nos finais de semana. O mais rápido sai de Conceição de Jacareí e leva 50min para realizar a travessia. Há horários especfíficos, fique atento.

O speed boat sai de Angra dos Reis e leva 40 min até Ilha Grande. O serviço custa R$40,00. A travessia é feita em vários horários ao longo do dia, das 6h às 18h.

O serviço da CCR Barcas é o mais barato, custando apenas R$14,00. Porém a viagem é demorada e a embarcação só faz o trajeto três vezes ao dia. Então é preciso ficar atento aos horários.

Cabo Frio

A cidade…

Cabo Frio é uma das cidades mais conhecidas e frequentadas da Região dos Lagos. Fica ao lado de Búzios e Casimiro de Abreu. Muitas vezes é usada como “marco zero” para visitar outras cidades próximas no verão.

Fica apenas a 156 km da capital do estado e você consegue chegar lá em 2h30min se não tiver transito. No final de semana e feriadões o número de pessoas passando pela Via Lagos é grande. Planeje-se bem para evitar transtornos.

Os primeiros a habitar na região foram um povo nômade que chegou de barco pelo Atlântico há uns 6.000 anos. Séculos depois que eles foram embora, os tupinambás conquistaram estas terras. Em 1503, os portugueses chegaram, mas não tiveram muita sorte porque os índios já tinham um forte cabo frioacordo com os franceses. Em 1578, depois de lutarem contra os franceses, os portugueses tomaram a região.

A cidade de Cabo Frio possui algumas das mais belas praias do país. A mata atlântica ainda visível junto com as águas azuis criam um clima paradisíaco. Além das belezas naturais, Cabo Frio tem uma ótima infraestrutura. Unamar é um dos distritos desta cidade.

Em Cabo Frio há muita coisa boa pra fazer como ir às compras na Rua dos Biquínis e curtir a noite no Boulevard Canal. Por lá também tem muita opção de praia.

 

As Praias de Cabo Frio

Praia do Forte – Com 7,5 km de extensão, é a principal praia de Cabo Frio. Começou a ser usada como destino de veraneio ainda na década de 1970, principalmente por mineiros. Ideal para a prática de surf e kitesurf. Em sua orla há vários quiosques. A areia branca e fofa é um ótimo convite para deitar e relaxar.

Praia do Peró – É a praia mais limpa da Região dos Lagos. Tem 7 km de extensão e fica entre Cabo Frio e Búzios, ao longo das Dunas do Peró. Ela faz parte de Área de Proteção Ambiental do Pau-Brasil então apenas 1 km dela é urbanizado. Ótima para esportes náuticos.

Praia das Conchas – Fica ao lado da Praia do Peró. Tem quiosques, restaurantes e música ao vivo na sua orla. Muito procurada por quem pratica pesca de arremesso e boyboard. De lá você uma vista incrível da cidade.

Praia do Siqueira – Fica na Lagoa de Araruama e tem 2 km de extensão. A praia tem um calçadão iluminado com quiosques que oferecem música ao vivo.

Praia das Dunas – Suas fortes ondas são perfeitas para a prática do surf. A praia é cercada por enormes dunas de areia branca. Lá você encontra ambulantes vendendo comida na areia. Só cuidado quando entrar na água, pois há fortes correntezas em alguns pontos, fique próximo de outras pessoas.

Praia do Foguete – Se você prefere uma praia mais tranquila, este é o seu destino. As águas são frias e profundas, ótimas para os surfistas e péssima pra quem tem criança pequena.

Praia Brava – Esta praia é local de prática do nudismo, mas também é procurada por alguns surfistas. Ela fica entre o Morro do Farolete e a Ponta do Peró, parte do percurso até ela é uma trilha de pedra.

 

As Ilhas de Cabo Frio

Há várias ilhas no litoral de Cabo Frio, a maioria delas é local de pesca. A Ilha do Japonês é famosa por suas trilhas e a Ilha Comprida, pela prática do mergulho.

Trindade

Chegando em Sampa

Quase no limite estadual com São Paulo, no Parque Nacional da Serra da Bocaina, fica Trindade. Este belo lugar pertence ao município de Paraty. É um dos locais mais espetaculares da Costa Verde.

Trindade fica a 270 km da capital do estado do Rio de Janeiro. A viagem até lá é longa e pode chegar até 5h. Separe um feriado prolongado para conhecer este maravilhoso pedaço de natureza.

A Vila de Trindade é basicamente uma vila de pescadores. Foi habitada por índios, piratas, colonizadores europeus e hippies. Na década de 1970empresas internacionais tentaram expulsar os pescadores para privatizar o local. Felizmente, os pecadores puderam ficar.trindade

 

As belas praias de Trindade

Praia do Cepilho – muito procurada pelos surfistas. A paisagem aqui é de tirar o fôlego. A areia quase branca e as águas azuis criam um visual maravilhoso. Vale a pena visitar.

Praia de Fora – esta extensa praia liga a Praia do Cepilho à Praia do Rancho. Parte dela é salpicada de grandes pedras lisas, ótimo lugar pra fazer fotos incríveis. A mata fica bem próxima do mar.

Praia do Racho – ela segue por toda a vila. Tem vários barzinhos por lá e você pode ver os pescadores passando os barquinhos coloridos. Em época de lua cheia, a grande pedida é ir ao fim da tarde pra areia e ver o a lua subindo no céu. Inesquecível!

Praia do Cachadaço – esta aqui precisa de cuidado, pois há trechos de muita correnteza. Mas ela é tão bonita que vale a pena ir lá só pra apreciar a paisagem.

Praia do Meio – essa é a mais procurada. Suas águas são calmas e cristalinas. Ela é cercada de Mata Atlântica e fica dentro do Parque Nacional da Serra da Bocaina.

 

Ecoturismo

Pedra que Engole – a trilha sai da Praia do Meio e leva direto para este lugar que só os corajosos visitam. Se você escorregar por entre as pedras será engolido. Por ali também tem pequenas piscinas naturais e cachoeiras.

Cachoeira dos Codós – No meio da Mata Atlântica, ela parece ser ainda virgem. Aquela sensação de que não há civilização por quilômetros de distância. Refresque-se em suas fortes águas e aprecie a natureza.

 

Mapa

 

Parque Nacional da Serra da Bocaina

O parque fica num trecho da Serra do Mar, entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo. É uma área de proteção da Mata Atlântica. Tem mais de 100 mil hectares. O parque tem uma paisagem bem diversificada, já que vai do litoral até alturas de mais de 2.000 metros. Ele abriga espécies ameaçadas de extinção.

Uma parte de Vila de Trindade fica dentro deste parque como a Piscina do Cachadaço. Esta piscina natural é formada por enormes pedras vulcânicas. Pegue o snorkel e a máscara e nade com peixinhos coloridos. Você pode fazer uma trilha até aqui ou chegar de barco saindo da Praia do Meio ou Praia dos Ranchos

No parque você também encontra a Trilha do Ouro, um cenário que te leva ao passado. A trilha foi aberta pelos índios e depois usada pelos colonos como caminho alternativo para o ouro que vinha de Minas Gerais. Para percorrer toda sua extensão, você precisará de três. ou quatro dias.

Mangaratiba

Você sabia?

Apenas 100 km de distância separam a capital do estado, na Costa Verde, da cidade de Mangaratiba. A bela cidade fica em uma pequena península na baía de Sepetiba. Próximas à cidade, você também encontra Coroa Grande e a Ilha da Madeira.

Até o século XVI a região de Mangaratiba era habitada pelos índios tamoios. Povoamentos portugueses começaram a surgir por volta de 1620. No inicio do século XIX, Mangaratiba se tornou importante na rota do café. Porém no final do mesmo século a cidade ficou quase abandonada. Em 1970, a construção da Rod. Gov. Mário Covas, a “Rio-Santos”, trouxe nova vida a área. Hoje ela atrai turistas de vários lugares.

Há muita coisa pra se fazer por lá. Embora a viagem seja curta, somente 2h, você vai precisar de mais do que um dia para explorar tudo o queMangaratiba tem para fornecer.

praia mangaratiba

 

Muita Praia e Ecoturismo

Praia de Itacuruça – que tal conhecer as ilhas da Baía de Sepetiba? É da Praia de Itacuruça que saem os barcos levando os turistas para este encantador passeio. Bem em frente à praia fica a ilha de mesmo nome. Por causa das embarcações, esta praia não é aconselhável para banho.

Praia de Muriqui – esta bela praia tem 1.1 km de extensão. Uma boa escolha pra quem gosta de esportes náuticos, como caiaque e remo. A orla é repleta de ótimos quiosques. Nas noites de verão fica bem agitada.

Praia Brava – bem tranquila e cheia de vegetação. Aqui a mata toca o mar. As águas são calmas. Há muitas casas de veraneio por aqui.

Praia de Ibicuí – uma das praias mais belas do município. Ali fica o Iate Clube. Ótimo lugar para praticar remo, caiaque, ski aquático e mergulho. O tom azul esverdeado das águas é encantador.

Praia da Junqueira – Uma grande árvore faz sombra para os visitantes que relaxam na areia fofa desta praia.  As águas são quase transparentes e bem calmas, um ótimo convite para se refrescar. Faça um piquenique por lá com toda a família.

Praia da Ribeira – Pra quem viaja com crianças, esta praia é uma excelente opção. As águas são bem tranquilas e tem uma pracinha.

Praia Grande – Esta praia fica no caminho de Itacuruça. Uma bela paisagem que vale a pena conhecer. Há várias árvores fazendo sombra e Mata Atlântica por todos os lados.

Praia do Saco – O mar tranquilo é um convite para relaxar. Escolha uma árvore e deite a sua sombra. Esta praia é muito procurada pelos pais, já que as crianças podem brincar na água sem muita preocupação. Possui boa infraestrutura e vários quiosques na orla.

Praia do Sahy – esta praia é pouco frequentada pelos turistas. Lá não tem infraestrutura, então leve comida para fazer uma “farofada” com os amigos. Fica quase deserta. Um pequeno refúgio no meio da agitação.

Serra do Piloto – as muitas trilhas levam você a lugares surpreendentes. Conheça um pouco da história ao encontrar ruínas dos tempos áureos do café e refresque-se nas cachoeiras. De lá você tem as vistas mais incríveis da Costa Verde.

 

Mapa

Itaguaí

Sobre

Itaguaí é o município da região da Costa Verde mais próximo da capital do estado. São apenas 70 km de distância. A curta viagem transforma Itaguaí num ótimo destino para o fim de semana ou feriadão.

Em Itaguaí tem serra e tem mar. Todo mundo pode encontrar algo pra fazer por lá. Suas belezas naturais são pouco conhecidas, porém não deixam de ser encantadoras. Ali a Serra do Mar se eleva majestosa junto à Baía de Sepetiba.

A Costa Verde recebe est=se nome por causa da grande área de Mata Atlântica ainda preservada na região. Foram formados vários parques de preservação ambiental ao longo do seu litoral.

Ali habitavam os índios jaguaremenon que sofreram genocídio por parte de portugueses que cobiçavam o território. No século XVIII passava por ali o “Caminho do Ouro”, uma rota alternativa para fugir dos piratas que navegavam próximo de Paraty. A cidade também faz parte do grito de independência de D. Pedro I.

porto de itaguai

 

Explore Itaguaí

Coroa grande e Ilha da Madeira

Os destinos mais procurados em Itaguaí. Coroa Grande é um bairro litorâneo com 4 km de praia. A Ilha da Madeira já não é mais um ilha porque foi aterrada uma ligação com o continente. Os dois lugares são belíssimos.

Ilhas Tropicais

Nas águas esverdeadas da Baía de Sepetiba há um belo arquipélago. Você pode pegar um barco, tipo escuna, e visitar as ilhas. A Ilha de Itacuruça é dividida entre os municípios de Mangaratiba e Itaguaí. Lá tem praias incríveis e trilhas super legais pra você se aventurar. Não deixe a Ilha dos Martins passar despercebida, apesar de ser bem menor também é muito interessante.

Cachoeiras

Subindo a Serra do Mar, próximo de Coroa Grande, você encontra as cachoeiras Itimirim e Itinguçu. Destino preferido dos aventureiros do ecoturismo. Lá você pode fazer rapel ou simplesmente se banhar nas águas refrescantes. Elas não são as únicas. A cachoeira do Bicão tem acesso pela rodovia Rio-Santos e conta com restaurantes próximos.

Vale do Mazomba

O vale fica dentro do Parque Estadual Cunhambebe. Lugar perfeito para quem gosta de trekking. Uma caminhada de 7h em meio à natureza quase intocada leva você a incríveis cachoeiras. Pegue a bela Estrada das Palmeiras para chegar à Rota da Independência. A paisagem é incrível e com certeza será um dia inesquecível.

Rota da Independência

A antiga estrada de calçamento tipo pé-de-moleque foi aberta pelos padres jesuítas há mais de 300 anos. O começo dela fica no bairro Raiz da Serra, interior de Itaguaí. A estrada sinuosa se estende por 8 km subindo a serra. Foi por ela que D. Pedro I passou quando viajava a São Paulo e deu o famoso grito da independência em 1822.

Lá você também encontra o Mirante do Imperador, com 628 metros de altitude. Ótimo lugar para quem gosta de rapel. A vista é inacreditável. Pra quem gosta de voo livre, há uma pista próxima, no Clube do Cavalo.

 

Mapa

 

Turismo Cultural

Não deixe de conhecer também a história da cidade. Passe na Casa de Cultura de Itaguaí. Ela já foi uma estação de trem e, após a reforma, é um prédio muito gracioso. Há salas de exposições e um pequeno café. Ela também abriga a Biblioteca Pública Municipal Machado de Assis que tem em seu acervo 200 livros que foram doados por D. Pedro II.

Itacuruça

Conhecendo o distrito

Itacuruça é um pequeno distrito do município de Mangaratiba, na região da Costa Verde. É muito procurado por turistas da região metropolitana do Rio de Janeiro. Fica próximo de Cora Grande e da Ilha da Madeira, em Itaguaí.

A viagem até lá é de apenas 1h30min, são somente 88 km. Pra quem sai da zona oeste da cidade o tempo de percurso cai quase pela metade. Essa proximidade transforma Itacuruça em um ótimo destino pra quem quer aproveitar a natureza, mas não gosta de ir muito longe.

O nome foi dado pelos indígenas que moram ali e significa “Pedra da Cruz”. Isso porque, durante a colonização, os jesuítas fizeram uma grande cruz de pedra na Ilha de Piaçavera. No século XIX toda a região era dominada pelo comendador Joaquim José de Souza Breves que era um grande itacuruçaprodutor de café.

 

Relaxe com um pouco de sol e mar

Itacuruça tem muitas praias, ilhas e cachoeiras. A região da Costa Verde recebe esse nome por ter uma grande área de Mata Atlântica ainda preservada. Por lá os amantes do ecoturismo tem um verdadeiro banquete de oportunidades para explorar a natureza.

Passeios de barco

Uma das grandes aventuras de Itacuruça é pegar um barco tipo saveiro que parte da Praia de Itacuruça e ir conhecer suas encantadoras e quase desertas ilhas. A maior delas é a ilha que leva o nome do distrito. Tem também a Ilha dos Marins, a Ilha de Jaguanum, a Ilha Jardim e outras ilhotas menores.

Ilha de Itacuruça

Faça questão de tirar um dia inteiro para conhecer bem o local. De um mergulho em cada praia: Prainha, Praia Grande, Águas Lindas, Praia do Boi e Sapioeira. Além das praias maravilhosas, você também pode aproveitar o interior da ilha. Aventure-se nas trilhas e descubra pequenas cachoeiras. Do topo do morro mais alto, a 330 metros de altura, você tem uma vista panorâmica incrível da Baía de Sepetiba.

A ilha tem uma boa infraestrutura e conta com pousadas e restaurantes.

Muriqui e Praia Grande

Estes dois distritos também pertencem a Mangaratiba e ficam bem próximos de Itacuruça. Vá de carro ou de barco. Tire um dia para cada um e conheça um pouco mais deste lindo lugar de águas tranquilas.

 

Mapa

 

Conheça também a história local

A antiga Estação Ferroviária de Itacuruça foi transformada em um Centro Cultural. Lá você encontra pedaços do passado que guardam seus mistérios. Como o grande cofre que fica na Sala da Memória e dizem que nunca foi aberto.

Além do passado, o centro também celebra o presente. Há um grande salão separado para as artes plásticas e a fotografia. As exposições são trocadas a cada mês. Na área externa do centro você encontra rodas de capoeira, eventos de música e espetáculos teatrais.

O centro também oferece diversas oficinas aos moradores locais. O fruto do trabalho deles pode ser conferido na Feira de Artesanato. Acontece de sexta a domingo no calçadão de Itacuruça.

Visite também a igrejinha de Nossa Senhora de Sant’Ana. Ela foi construída no mesmo local onde os jesuítas ergueram a cruz.

Ilha Grande

O paraíso

Um pedaço do paraíso com mais de 190 km² de belezas naturais de tirar o fôlego. Ilha Grande é um dos destinos mais procurados por turistas e cariocas nos dias quentes. A ilha fica no litoral do estado do Rio de Janeiro, próximo ao município de Angra dos Reis. Recheada de mata atlântica, mangue e restinga, a ilha é uma área de preservação ambiental.

 

Como chegar lá

Antes de tudo, não vá com seu próprio veículo. O único jeito de acessar a ilha é por embarcações marítimas e elas não transportam carros. Além de serem proibidos veículos automotores particulares de qualquer categoria por lá.

Sua ida deve ser bem programada, pois há muita coisa a se considerar:ilha grande

  • Para escolher o local de embarcação, primeiro você deve decidir em qual parte da ilha vai ficar, pois há três pontos no continente de onde você sair: Paraty, Angra dos Reis e Mangaratiba.
  • Há diferentes tipos de embarcações que fazem o trajeto, pequenas balsas e barcas grandes com capacidade para 1.000 pessoas. Se você tem medo de andar de barco, escolha com cuidado.
  • As diferentes rotas proporcionam diferentes experiências, você pode ter uma agradável aventura mesmo antes de chega à Ilha Grande.
  • Algumas rotas tem um único horário por dia, bem cedo de manhã, e nem todas funcionam todos os dias da semana. Preste bastante atenção para não ficar a ver navios!

Se você achou muito complicado planejar tudo sozinho, há serviços que você pode contratar para fazer esta pequena viagem em transporte privativo ou compartilhado. http://www.ilhagrandeadventure.com/reservas/transfers/

 

Piratas, indígenas e escravos.

O nome foi dado por seus habitantes originais, os tamoios e os tupinambás, Ipaum Guaçu. Antes de se tornar destino certo para o turismo sustentável, Ilha Grande foi um refúgio de piratas europeus que procuravam reabastecer suas provisões de água potável, lenha e frutas. Com o fim da pirataria, a ilha foi usada como ponto de tráfico de escravos.

 

Muito céu e mar

Ilha Grande tem mais de 100 praias devido ao seu litoral bem recortado. A maioria tem poucos habitantes, sendo que algumas chegam a ser desertas. A beleza da Mata Atlântica está presente em todas elas e em alguns lugares a floresta toca o mar. Para muitos dos visitantes, escolher a melhor praia é quase impossível, porém as mais famosas são Lopes Mendes, Vila do Abraão, Praia do Aventureiro e Praia da Feiticeira.

Como foi dito lá em cima, veículos automotivos são proibidos, então só há dois jeitos de se chegar às praias: caminhas pelas trilhas históricas ou indo de barco. São mais de 150 km de litoral para você explorar.

 

Lagoa Azul

Apesar de não ter sido o local das filmagens do famoso filme dos anos 80, esta piscina natural foi nomeada assim por causa dele. É um dos pontos turísticos mais badalados da ilha, na região histórica de Freguesia de Santana. Durante o verão várias lanchas, veleiros e escunas ficam ancoradas por lá enquanto os visitantes nadam em suas águas cristalinas.

 

Contato com a natureza

Todo o turismo da Ilha Grande está relacionado com diferentes atividades ao ar livre que podem ser feitas em terra ou na água. Caminhadas, trekking, surf, caiaque, snorkel, stand-up paddle, mergulho e acampamento são algumas delas.

Umas das grandes aventuras dos amantes da natureza que escolhem Ilha Grande como destino é acampar. A ilha tem mais de 15 locais específicos para isso, a maioria próxima a Vila do Abraão e da Praia do Aventureiro.

Se você está buscando fugir das grandes cidades e saborear um final de semana junto à natureza, Ilha Grande é o lugar ideal para você.