Mirante Dona Marta

Turismo na comunidade

Na zona sul da cidade, entre Cosme Velho, Botafogo, Laranjeiras e o Morro do Corcovado, fica o Morro Dona Marta.

O nome do lugar surgiu no final do século XVII, quando o padre Clemente comprou terras ali e deu ao morro o nome de sua mãe, Marta, para homenageá-la pouco depois da sua morte. Séculos depois, uma imagem de Santa Marta foi levada para o alto do morro e construíram uma capela para ela. A Favela Santa Marta começou com os funcionários do Colégio Santo Inácio, que receberam parte do terreno para a construção das casas.

 

Visite o Mirante Dona Marta

O ponto mais alto do morro, a 362 metros de altitude, fica o Mirante Dona Marta. De lá de cima, a vista é incrível. Você pode ver o Maracanã, a região do centro da cidade, a Marina da Glória, o Aterro do Flamengo, toda a enseada de Botafogo, o Pão de Açúcar, a Urca, o Morro da Babilônia, a entrada da Baía de Guanabara e a cidade de Niterói ao fundo.

Pra quem gosta de fotografar, é um prato cheio. Você consegue ângulos inusitados da cidade.

Lá do mirante, você pode embarcar um voo panorâmico de helicóptero pela cidade. Eles duram de 6 a 60 minutos.

mirante dona marta

 

Parque Nacional da Floresta da Tijuca

O Mirante Dona Marta fica no Setor B do parque: Serra da Carioca. Ali você também encontra o Cristo Redentor, o Mirante da Vista Chinesa, as Paineiras, o Mirante da Mesa do Imperador e o Parque Lage, já na parte mais próxima à Lagoa Rodrigo de Freitas, perto do Jardim Botânico. Há também muitas cachoeiras nesta região.

É uma parte do Parque muito legal de visitar e estar em contato com a natureza. A flora e a fauna locais são lindas.

 

Como chegar ao Mirante Dona Marta

Há três caminhos para chegar lá: vindo de Cosme Velho, por trilha, ou vindo pelo Parque Nacional da Floresta da Tijuca.

Não tem como subir de ônibus até lá em cima. O melhor jeito é ir de carro ou pela trilha. Não há estação de trem ou de metro nas proximidades

Saindo de Cosme Velho: Você vai seguir como se fosse para o Corcovado. Suba pela Estrada das Paineiras. Ela começa a Rua Alm. Alexandrino, na altura do nº 5088. Quando chegar à rotatória, siga pela esquerda em direção ao Mirante.

Você pode ir de ônibus até o inicio da Estrada das Paineiras e depois seguir de taxi. Dá mais de 1 km andando, não é indicado fazer isso no verão. As linhas que passam ali são: 006- Santa Teresa x Castelo, 007- Silvestre x Central e 507- Silvestre x Largo do Machado.

Trilha até o Mirante Dona Marta: Vá até o alto da Favela Santa Marta, usando o elevador inclinado, onde começa a trilha. São 40 minutos de caminhada, dependendo do seu ritmo. O nível de dificuldade é fácil.

Vindo pelo Parque: Pegue a Estrada do Redentor e siga até o final. Quando você passar pelo Hotel das Paineiras, haverá uma bifurcação, siga pela direita, pegando a Estrada das Paineiras.

Favela Santa Marta

Vale o turismo

A Favela Santa Marta fica no Morro Dona Marta, na zona sul da cidade. Os bairros vizinhos são: Cosme Velho, Laranjeiras e Botafogo.

 

Quem era a Marta

Na verdade são duas Martas diferentes. A dona Marta era a mãe do padre Clemente. Ele comprou as terras onde fica o morro no final do século XVII e quis homenagear a mãe que tinha falecido há pouco tempo.

A Santa Marta é a irmã de Lázaro e Maria, que aparece no Novo Testamento recebendo Jesus e os doze discípulos. No início século XIX, levaram uma grande imagem dela para o alto do morro e ali construíram uma capela em sua homenagem.

favela santa marta

 

A fama internacional da Dona Marta

Tudo começou quando o Rei do Pop, Michael Jackson, gravou parte do clip They Don’t Care About Us lá na Favela Dona Marta, em 1996. Em 2009, era a vez de Madonna fazer uma visita e no ano seguinte Alicia Keys gravou lá um clip de música que canta com Beyoncé.

No ano de 2011, a Favela Dona Marta entrou para o mundo dos cinemas. Boa parte do filme “Velozes e Furiosos – Operação Rio” foi gravada lá.

Hoje, quem visita a favela encontra uma estátua do Rei do Pop na laje que ele usou para as gravações. A estátua foi inaugurada um ano após a morte de Michael Jackson.

 

Favela Santa Marta Tour

Este é o melhor jeito de conhecer a favela. Os guias são moradores locais que conhecem como ninguém o lugar e sua história. O tour em português custa R$60 por pessoa. Recomenda-se agendar com antecedência, principalmente na alta estação.

 

Como se divertir na Favela Santa Marta

Por do Santa – Acontece na Laje do Michael Jackson. A roda de samba reúne a galera no primeiro sábado do mês.

Morro de Alegria – Esta roda de samba é organizada pelo bloco Spanta Neném. Ela acontece na quadra da escola de samba da Santa Marta.

Downhill de bicicleta– Suba pelo elevador inclinado até a estação cinco e vá até a UPP. Descendo ladeira abaixo você tem 2.700 metros de aventura com um visual incrível. O passeio termina no bairro de Botafogo, na Rua Assunção.

Mirante Dona Marta– Suba até a ultima estação do elevador inclinado. São uns 40 minutos de caminhada, dependendo do seu ritmo. A trilha não é difícil, mas é preciso cuidado, pois o terreno é arenoso.

Casa de Cultura Dedé– Começou como uma sala de leitura em um ambulatório médico abandonado. Depois virou escola de música. Hoje oferece cursos de arte, cultura, música e audiovisual. Nas terças tem o Cine Atitude com entrada gratuita.

 

MAPA

 

Como chegar à Favela Santa Marta

De ônibus: As seguintes linhas param na entrada da favela.
136- Copacabana x Rodoviária
154- Ipanema x Central
155- Ipanema x Central (via Túnel Santa Barbara)
161- Lapa x Leblon (via Jockei)
170- Gávea x Rodoviária (circular)
172- São Conrado x Central
173- Leblon x Rodoviária
178- São Conrado x Rodoviária

De metro: Desça na estação de Botafogo e siga andando pela Rua São Clemente por uns 15 minutos.

De bicicleta: Tem uma estação da Bike Rio na Praça Corumba, que fica na estrada da favela.

De carro: Chegando a Botafogo, siga pela Rua São Clemente. A entrada da favela é lgo após o Colégio Santo Inácio.

Prainha do Vidigal

A mais nova

A cidade do Rio de Janeiro tem mais 70 praias e parece que o número continua aumentando. A praia mais nova a ser batizada foi a Prainha do Vidigal, na zona sul carioca. Aos poucos os cariocas estão descobrindo este lugar

 

Prainha do Vidigal

Ela fica na orla do Morro Dois Irmãos, no Vidigal, entre o Leblon e São Conrado. É uma pequena faixa de areia com pouco menos de 500 metros de extensão. O tamanho aqui realmente não importa. A beleza do lugar é incrível. Tem verde por todo lado.

Do mirante do Leblon é possível dar uma espiadinha na Prainha do Vidigal. Aproveite pra ver se o mar não engoliu a praia, isso acontece quando é dia de maré alta. Boa parte da praia some. O mar é azul esverdeado e as ondas são bem fortes e “puxam” muito.

A praia é bem tranquila e, como é pouco conhecida, não costuma ficar muito cheia. Seus frequentadores são os moradores da região e os hóspedes dos hotéis que ficam na beira de suas águas.

prainha do vidigal

 

Como chegar à Prainha do Vidigal

O acesso à praia é feito pela Avenida Niemeyer.

É possível chegar lá de ônibus.

Pra quem vem do centro existem as linhas 177- Central x São Conrado, 360- Carioca x Recreio dos Bandeirantes e 382- Carioca Piabas.
Pra quem vem da zona sul existem as linhas 556- Rio das Pedras x Leblon, 557- Copacabana x Rio das Pedras.
Pra quem vem da zona oeste, existem as linhas 2334- Castelo x Campo Grande, 2335- Castelo x Santa Cruz, 2337- Castelo x Santa Cruz e 2338- Campo Grande x Castelo.

Usando o metro, deve-se ir até a estação General Osório, ultima estação da linha 2, e pegar o ônibus 525.

Desça no ponto mais próximo ao Sheraton Rio Hotel.

Outra possibilidade é usar o Bike Rio para pedalar até lá. Há uma estação na orla de São Conrado, outra no Largo do Boiadeiro (entrada da Rocinha) e várias no bairro do Leblon.

Para descer até a faixa de areia da Prainha do Vidigal, há um caminhozinho ao lado do hotel, quase em frente a um prédio residencial bege. Ele é meio escondido.

 

Hospedagem na Prainha do Vidigal

Se você vem de fora da cidade e sempre quis ficar hospedado em um hotel de frente para praia aqui tem duas opções pra você. O Sheraton Rio Hotel & Resort fica quase dentro da água. Ele não é nada barato, mas tem um serviço de muito luxo e requinte. Pra quem quiser economizar um pouco, tem o Ocean Inn quase ao lado.

Se a vista para o mar é mais importante que a proximidade, você pode se hospedar nos hostels do Morro do Vidigal. O Hotel Mirante do Arvrão é o mais procurado e recebe turistas de vários lugares diferentes. Toda semana tem festa lá e o réveillon é famoso. Bem próximo a ele fica o Alto Vidigal, outro hostel bem conhecido. Há também o Hostel Vidigal House e o Hostel Bella Mar e Sol. Reserve com antecedência.

Rocinha

Conhecendo

Entre os bairros de São Conrado e Gávea, atrás do Morro Dois Irmãos fica a Rocinha. Ela é a maior favela do Brasil e também a maior da América Latina. Fica quase ao lado do Morro do Vidigal.

 

O passado rural

A área era antes uma fazenda de café. Foi repartida em chácaras que foram compradas por imigrantes portugueses e espanhóis. Por volta da década de 1930, produziam ali hortaliças que abasteciam a zona sul. Quando perguntava de onde viam os produtos a resposta era “vem de uma rocinha no alto da Gávea”. E ai pegou o nome.

 

Terra de ninguém

Durante a década de 1940, depois que a Estrada da Gávea foi asfaltada, várias pessoas começaram a construir casinhas por lá. Acreditava-se que asrocinha terras não tinham dono. E assim começou a favela.

 

A favela hoje

Desde 1993, por projeto de lei, a Rocinha é considerada um bairro da cidade do Rio de Janeiro. A população é estimada em 120.000 pessoas. Há escolas, posto de saúde, lojas, hostels, restaurantes, bares e um aumento no investimento em turismo. A oferta de serviços e a proximidade das praias atraem turistas estrangeiros ao longo de todo ano. Na época do Carnaval é certo que os albergues e hostels vão lotar com semanas de antecedência.

 

Como chegar lá

Vindo da Zona Sul:
De ônibus: 2018 – Aeroporto Internacional x Alvorada (via Orla da Zona Sul)
De metro: Vá até a estação General Osório. Pegue o Barra Expresso – via Ipanema. Em breve haverá uma estação em São Conrado que será próxima da Rocinha, pela linha quatro.

Vindo do Centro:
De ônibus: Linhas 172 – Central x São Conrado (via Jóquei), 178 – Rodoviária x São Conrado. 309 – Central x Alvorada (via Jardim Botânico), 316 – Central x Recreio dos Bandeirantes, 318 – Castelo x Barra Sul e 354 – Praça XV x Cidade de Deus.

Vindo da Barra da Tijuca/ Recreio:
De ônibus: 309 – Alvorada x Central (via Jardim Botânico), 316 – Recreio dos Bandeirantes x Central, 318 – Barra Sul x Castelo.

 

O que fazer por lá

As proximidades da Via Ápia da Rocinha subindo até a Estr. da Gávea é recheada de restaurantes e bares. Comida típica do nordeste, pizzarias, fast food e petisco. A variedade é grande.

Visite a quadra da GRES Acadêmicos da Rocinha na Rua Berta Lutz, nº 80.

Conheça a Biblioteca Parque da Rocinha na Estr. da Gávea, nº 454. São mais de 1.000 livros e centenas de filmes no acervo, além de projetos especiais.

Há de 1.000 lojas dentro da Rocinha. Boa parte desse número se concentra entre a R. Gal. Olímpio Mourão Filho, na entrada da comunidade, e a Estr. da Gávea, na altura da biblioteca. São propriedades de moradores locais que empreendem no ramo da moda.

 

Favela Tour

Há diversos serviços de turismo que levam o visitante por dentro das pequenas ruas, contando a história do lugar e compartilhando o modo de vida único de lá. A maioria deles é destinada a turistas estrangeiros e os passeios normalmente acontecem em inglês e espanhol.

Vidigal

A favela

A Comunidade do Vidigal fica na zona sul da cidade, entre o Leblon e São Conrado. O Morro do Vidigal fica ao lado do Morro Dois Irmãos e tem uma das vistas mais belas do Rio de Janeiro.

Antes dominado pelo tráfico, o Vidigal hoje floresce. Há vários hostels e hotéis abrindo por lá constantemente. O investimento no turismo atrai cariocas e turistas paras as famosas rodas de samba e o imperdível por do sol.

O morro recebe esse nome por causa do Major Miguel Nunes Vidigal. Ele recebeu de presente dos monges beneditinos um terreno ali ao pé do Morrovidigal Dois Irmãos em 1820 em agradecimento por seus serviços. Em 1940, o espaço começou a ser ocupado por barracos e assim começou a favela.

 

Como chegar

O acesso é feito pela Av. Niemeyer que segue próxima a orla ligando o Leblon a São Conrado.

Linhas de ônibus que passam por lá:

177 – São Conrado x Central
360 – Recreio dos Bandeirantes Carioca
382 Carioca x Piabas
525 – General Osório
556 – Leblon x Rio das Pedras
2018 – Alvorada x Aeroporto Internacional
2329 – Recreio x Castelo
2333 – Castelo x Recreio (via Av das Américas)
2334 – Campos Grande x Castelo
2335 – Santa Cruz x Castelo
2338 – Castelo x Campo Grande

Não há estação de metro nas proximidades.

 

O que fazer por lá

Arvrão

O ponto mais alto do morro é coroado por uma grande árvore. Dá pra ver lá da Av. Niemeyer. O Hotel Arvrão é um dos pontos altos do verão carioca. Tem festa toda semana. De lá dá pra ver a orla de Copacabana e do Leblon e também a Lagoa Rodrigo de Freitas. Pra subir até lá há serviços de transporte locais.

Rodas de samba

O samba faz parte da cultura carioca desde sempre e é ouvido por toda a cidade. É claro que ele não iria faltar por aqui. No Armazém das Ideias as rodas de samba da Dona Sônia são concorridas. Ele também funciona como bar e ateliê. Fica na Rua Dr. Olinto de Magalhães (Rua Nova) na altura da Rua Benedito Calixto.

Nós do Morro

A conhecida escola de teatro foi fundada em 1986 apara levar arte e cultura para os moradores do Morro do Vidigal. O ator e cantor Thiago Martins, protagonista do filme “Era Uma Vez” (2008), começou sua carreira lá. Fica na Dr. Olinto de Magalhães, n º 54.

  • Dusk over Vidigal and Rio beaches.

 

Gastronomia

O restaurante de comida típica mineira, Zé Mineiro, é o mais famoso do Vidigal, porém não é o único. O centro gastronômico da comunidade fica na região da Av. Presidente João Goulart entre a Rua Benedito Calixto e a Rua Moema Noronha. Por lá há vários pequenos restaurantes e barzinhos para você juntar a galera e assistir um futebol.

 

Alto Vidigal

A vista privilegiada do mar atrai centenas de pessoas a Casa Alto Vidigal. A pousada tem uma grande varanda com redes que serve de mirante. Muito procurada pelas festas de réveillon. Fica na Rua Armando de Almeida Lima, n º 2, próximo do “Arvrão”.